Um espaço pessoal de documentação...

Latest Comments

Em resposta a: Filhota agora é Bacharel em Direito :-)

Comentário de: juanjose [Visitante]

juanjose

I think it is excellent to promote training in the branch that seeks to develop skills related to art or sports, since in doing so we can count on better health and mental stability
http://www.ups.edu.ec/

21.09.2017 @ 16:53

Em resposta a: Botafogo, Twitter e Carreira

Comentário de: Leonardo [Visitante]

Leonardo

Meus sinceros obrigados pelos parabéns, sabemos que a derrota é difícil mas a vitóoria é mais, por isso ela só é pros campeões hehehee poderia ter um app de jogos como esse https://babylon5scripts.com/como-criar-um-aplicativo-e-ganhar-dinheiro/

13.09.2017 @ 12:51

Em resposta a: Monsieur & Madame Adelman

Comentário de: Tatiane [Visitante]

Tatiane

Eba! Adorei sua resposta. Demorei para ver pq estou bem desacostumada a essa vida de ir aos blogues. Aliás, neste momento, estou pesquisando sobre isso. Quero fazer um domínio próprio (até hoje não tenho um!) e criar uma espécie de diário mesmo para guardar meus pensamentos altos e minhas filosofias de botequim, além de organizar um pouco meus escritos que estão se perdendo por aí. Minha cabeça fervilha o tempo todo e sinto, de verdade, a agonia de não achar meus pensamentos jogados aos ventos do FB quando os quero de volta para refletir mais e mais. Continuo desdobrável e elétrica, agora com algum tempo extra, com o fim do doutorado no ano passado. Minha cabeça não para. Não tem jeito!
Obrigada pelos elogios ao meu texto. Adoro escrever com um olhar bem pessoal mesmo. E não estou preocupada com a análise-crítica ao ato de desnudar-se nas redes sociais. Às vezes, sinto-me cansada também, embora nem sempre consiga frear o hábito de usá-las. Parece uma bola de neve ladeira abaixo, que vai crescendo sem parar.
Beijo!!! E até o próximo papo! Precisamos marcar um chope a 4!!!

14.08.2017 @ 17:23

Em resposta a: Monsieur & Madame Adelman

Comentário de: [Membro]

Opa Tatiane,

Não, sua resenha não tinha spoiler :-) O grande spoiler que achei, tanto no texto da Marta Rocha quanto em algumas das resenhas profissionais de jornais que li, é a revelação de que o filme teria uma reviravolta final surpreendente! Daí, conhecendo o espírito da personagem feminina eu imaginei o desfecho (comentei com a Cida no meio do filme o que achava que iria acontecer…).

Quando li tua resenha fiquei louco pra saber mais sobre o filme (e assistí-lo)! É passional sem revelar os detalhes cruciais! Mas acho mesmo, que toda resenha já revela algo, mas se eu não tivesse lido sua resenha talvez o filme saísse de cartaz sem que eu tomasse conhecimento do mesmo!

Tu escreve muitas reflexões legais nos seus perfis! O lance é que depois de muito tempo eles se perdem na enxurrada de conteúdo que todo muito produz. No blogue, pelo menos fica indexado e pesquisável! Seria uma benção poder achar tuas reflexões, também, no teu blogue :-)

Acredite, não sou tão radical sobre exposições em rede sociais… também publico alguns dos meus alteregos nas mídias sociais :-) Mas eu acho que aquele encantamento do revelar/esconder que curtimos no cinema e nas pessoas queridas, fica meio desbotado quando podemos quase que desvelar o perfil psicológico de uma pessoa (e aqui não falo de ninguém em específico, falo de muitas perfis que vejo na rede) só em olhar seus perfis na rede.

Mas desencana com minhas implicâncias :-) Como se diz: é só o Sérgio sendo Sérgio :-)

bjs

7.08.2017 @ 16:43

Em resposta a: Monsieur & Madame Adelman

Comentário de: Tatiane Martins [Visitante]

Tatiane Martins

Amei a sua resenha e estou cada vez mais apaixonada pelo filme. Uma pergunta: em minha análise, eu apresentei muitos spoilers? Faço a pergunta pq meu objetivo é semore fazer uma resenha diferente do comum em que se descreve o filme e se faz algum comentário crítico. Quero simplesmente escrever o que sinto e penso em relação ao que vejo e leio.

Outra coisa: você está me animando a voltar a escrever em blog…

E por ultimo, mas não menos importante: aprendi com Sherazade que contar histórias é fundamental para enredar o outro, mas o segredo está em sempre deixar algo, uma novidade, para o dia seguinte, um segredo pra gerar expectativa e, muitas vezes até, se manter vivo. Não seja tão radical quanto à exposição nas redes sociais. Sempre existe algo mais que não se diz, algo além por se descobrir.

Beijos!!!

7.08.2017 @ 16:03

Em resposta a: O dia que quase mudei para geografia

Comentário de: Palmira Felipe [Visitante]

Palmira Felipe

Muito bom escarafunchar (esta palavra ainda existe?) seu blogue.Sempre encontro algo interessante.Hoje conheci o Prof. Alexandre.É o que chamo de Mestre! Talvez ele não saiba, não tenha noção para quantos “Sérgios” serviu e serve de espelho.É uma profissão abençoada.Gosto muito de um escritor israelense-Amós Oz.Ele afirma que a morte é relativa.Que enquanto houver na face da Terra alguém que comente algo sobre nós, permaneceremos vivos. A 2ª e derradeira morte é quando caímos no mais profundo esquecimento.A palavra escarafunchar era muito usada por Vovó Mariquinha, personagem eterna no imaginário de quem teve o privilégio de conhecê-la.Era parteira, filha de escrava,cabeça de algodão, só usava roupa branca, engomada, sempre descalça.Fez o meu parto e dos meus 4 irmãos..Quando saía de casa, era um evento.A cada passo, um beija mão dos filhos que ajudou nascer.Era minha advogada de defesa.Quando mamãe ia me buscar no quintal da casa dela e me encontrava com o vestido cheio de carrapicho, suja de lama, manchas de jabuticaba, dizia"deixa a menina escarafunchar o que quiser” e me benzia com erva de Santa Maria , para fortalecer meu anjo da guarda.Sua 1ª morte foi em 06/05/1952, aos 103 anos, no dia seguinte que fez o parto do meu irmão mais novo.Permanece viva, como ficará o prof. Alexandre, você e eu, assim espero.Desculpa-me pelo textão mas você me fez lembrar de tanta coisa boa, que resolvi dividir com você. Tenha um excelente dia.

13.10.2016 @ 09:28

Em resposta a: O dia que quase mudei para geografia

Comentário de: Marli Fiorentin [Visitante]

Marli Fiorentin

Sérgio, não escreveste somente para ti, porque agora eu também li. Fico pensando que enquanto professores podemos afetar pro bem ou pro mal os nossos alunos em cada olhar, em cada palavra, em cada gesto e postura. Com certeza tudo isso é muito relevante, talvez mais que o conteúdo trabalhado. Grande abraço!

22.04.2016 @ 20:09

Em resposta a: O Atentado

Comentário de: [Membro]

Opa Vanessa,

Essa fase vai passar e você lucrará muito com os “louros” dessa fase.

5.01.2016 @ 19:06

Em resposta a: O Atentado

Comentário de: Vanessa dos Santos Nogueira [Visitante]

Vanessa dos Santos Nogueira

Só pra registrar minha pequena inveja de quem lê romances! Por hora só me restam livros de teoria que quando dou sorte entendo alguma nota de rodapé!

5.01.2016 @ 18:30

Em resposta a: 3 motivos porque EU nunca vou usar um kindle (Revisitado)

Comentário de: Eduardo Figueiredo [Visitante]

Eduardo Figueiredo

Olá,
O post inicial é antigo, mas como havia a palavra “nunca” resolvi dar uma olhada nos motivos do autor. Já em 2010 ele concordava que o Kindle tinha hardware superior, mas com o problema de valer-se de um formato nativo, deixava de ser sua escolha como e-reader.
Agora a minha experiência no periodo 2014-15: Nesse periodo eu comprei os três e-readers disponíveis no Brasil. O Kobo H2O, o Lev com luz e o Kindle Voyager. Tive outros modelos de Kindle e Kobo tb. A minha avaliação é: Ninguém bate o Kindle. Harware muito superior e rapidez com tela muito boa proporcionando a melhor experiência de leitura possível nesse tipo de dispositivo. Quanto às suas limitações no formato, resolvo tudo com o já citado Calibre, que converte qualquer formato para qualquer dispositivo. Resumidamente é isso.

===
OLá Eduardo,

Obrigado por compartilhar sua experiência por aqui com o Kindle. Uma pergunta: Ao se converter um e-livro como calibre (por exemplo) para epub e livro pode abrir em outro dispositivo de leitura? Este é o ponto central! Se sim, beleza o Kindle passou a ser uma opção. Se não! Se o drm impede a leitura em outro dispositivo, então babou!

abraços

8.11.2015 @ 12:49

Em resposta a: Moto360 - impressões após 2 semanas de uso

Comentário de: Paulo Cesar [Visitante]

Paulo Cesar

Mandei buscar o meu depois que li seu review. Aliás o único que achei que já usa há algum tempo. E depois do update a bateria ficou melhor mesmo no modo ambiente ativo. Aguardando o brinquedo novo. Só de ser mais bonito e simples que qualquer chillibeans que já vi e ainda poder trocar as faces todo o resto que vir é lucro.

3.06.2015 @ 23:37

Opa Diogo,

Eu não lembro o termo que escreveram na ordem de serviço, mas basicamente o dispositivo não ligava! E parou do nada! Então a sugestão é abrir uma ordem de serviço pelo telefone e depois levar (ou enviar pelos correios) para a autorizada mais próxima.

Abraços

25.04.2015 @ 00:52

Em resposta a: Porque vou votar na DILMA de novo #001

Comentário de: Vanessa [Visitante]

Vanessa

Não que não tenha problemas na presidência mas contudo eu acredito na Dilma , apesar de achar que ela está cercada e terá que aprender a lhe dar com esses lobos . Quanto ao candidato que perdeu Aécio Neves, este foi o pior candidato escolhido pelo psdb todos esses anos . Acho q o serra conseguia chegar lá porque o povo queria midança mas Aécio perdeu para ele mesmo nas suas atitudes e expressões no mínimo antipáticas e mal educadas para outros narcisista.
Voto na Dilma denovo . Com o maior prazer !

19.03.2015 @ 07:47