« [Foto Cartão][Programinha útil] »

[Discurso de Formatura]

1.01.2004

[Discurso de Formatura]

  11:00:00, por oigreslima   , 961 palavras  
Categorias: Pessoais, Educação

Publicidade

No dia 22/12/2003 ocorreu a formatura das turmas de 3 série E. M do Colégio Pedro II - Unidade Engenho Novo II. Das 8 turmas que se formaram, 4 foram minhas. E 3 das 4 trabalhei com eles desta a 1 série…Um momento especial na formatura foi o discurso[bb]

da Oradora das turmas do turno da manhã…Com a autorizaçã da oradora, Gabriela Werneck, publico o discurso na í­ntegra. Talvez, fora do contexto, ele pareça só mais um discurso. Mas pra quem viveu estes últimos três anos com estes meninos e meninas, é um momento mágico… (formatura) [bb]

=============Iní­cio da Cópia===============

” O valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis. “ (Fernando Pessoa)

Essa frase de Fernando Pessoa[bb]

retrata bem o importante momento pelo qual estamos passando.

Intenso. Inexplicável. Incomparável. Assim foi esse tempo em que estivemos unidos. Um período no qual descobrimos o mundo: estudamos, brincamos, aprendemos, sorrimos… Juntos, alunos, funcionários e professores vivemos intensamente muitos momentos alegres, produtivos, positivos e inesquecíveis. Momentos esses que, sabemos, permanecerão em nossas vidas, como uma marca muito agradável em nossos corações. Cativamos e fomos cativados.

Responsabilidade aprendemos a ter também. Responsabilidade com nossas palavras, com nossas atitudes… com toda a nossa vida, enfim. Responsabilidade, ao contrário do que muitos dizem, é liberdade. Liberdade de escolher nosso próprio caminho e de defender de maneira racional interesses em prol da coletividade, pois tivemos verdadeiras lições de uma arte chamada polí­tica. Liberdade de trilhar veredas possí­veis e impossí­veis. Escolher o destino. O futuro. Nossa escola nos preparou para isso. O que somos hoje é, em grande parte, fruto do caminho percorrido durante todos esses anos em nosso adorado Pedro II. Não temos medo do que virá.

É importante não nos esquecermos de onde viemos e que mudanças sofremos ao longo desses desafiadores e, muitas vezes, dolorosos anos. Dolorosos sim, pois assistimos a algumas tentativas de baixar o padrão de ensino desta instituição. Talvez não tenha sido pior graças a grandes professores que tivemos, que não só se preocuparam em cumprir suas obrigações profissionais, mas souberam defender a qualidade dos ensinamentos - cada um com sua abordagem e sua filosofia de vida. Somos sinceramente gratos.

Tivemos a oportunidade de conviver[bb]

com todo tipo de pessoas. Dentre elas, muitos alunos destacaram-se . Alguns como questionadores; outros, pela capacidade de expressão e liderança; outros primaram pela organização e pontualidade. Há também aqueles que foram verdadeiros exemplos de dedicação e persistência. E como não poderia faltar, aqueles responsáveis por alegrar todas as aulas e motivar os amigos.

Ah, as amizades… Essas, não precisamos nem comentar, pois sem dúvida são sinceras repletas de carinho e dedicação. E a todos esses queridos amigos com quem não conviveremos mais diariamente nessa nova fase da vida, só temos a dizer muito obrigado. Até mesmo nos momentos de adversidade, aprendemos. Aprendemos a ser mais humildes e a trabalhar em equipe.

E nesse momento tão importante, gostarí­amos de homenagear, e também de recordar certas manias e momentos inesquecíveis de nossos queridos mestres.

Quem não se lembra do famoso mapa suleado do professor Sérgio de Fí­sica ? e das provas com “consuta” ? O professor Lázaro e o seu famoso DETERMINE, além é claro do seu misterioso caderninho vermelho, que provocava suor de muitos que conversavam durante a aula. Não podemos esquecer da ilustre esposa do nosso professor Osni ( coitada, ela vivia apanhando não é ? ) Não podemos negar que morremos de vontade de conhecê-la. A professora Marí­lia de Matemática, sempre acompanhada das últimas tecnologias como, por exemplo, seu apagador elétrico. E de todas essas manias, uma, em especial, ficou nitidamente registrada em todos nós: a mania de ensinar, de se dedicar, de transmitir aos seus alunos conceitos úteis e duradouros, de se empenhar ao máximo. É nosso desejo que fique aqui registrado um muito obrigado por essas aulas tão gostosas, divertidas e bem trabalhadas de que pudemos usufruir. Estamos convictos de que todas essas experiências podem ser proveitosas para enriquecer nosso aprendizado como seres humanos e servem de modelo para o que devemos e o que não devemos repetir. Muito obrigado, mestres[bb]

, por dividirem conosco os ensinamentos, e desculpem a conversa e a agitação “eles” fazem parte da idade.

Para finalizar, gostarí­amos de enfatizar que esse momento não é um momento de tristeza porque nos despedimos. Não; esse é um momento de reflexão, de aceitação. De olhar para frente. Um momento de admitir que a vida de cada um de nós é feita de fases. Tudo muda. O mundo muda; mudamos nós. Amadurecemos, e não envelhecemos, só envelhece quem quer. Nossas prioridades mudam e mudarão; nossa leitura de mundo, também. Devemos não nos entristecer porque as coisas acabaram, e sim agradecermos porque elas existiram. Aliás, nada aqui acabou; muito pelo contrário. Esse é tão somente o começo, o ponto de partida para uma geração com vontade e disposição para mudar as coisas. Mudar a própria sina, mudar a realidade que nos cerca. Chegou a vez dessa geração, da nossa geração, mostrar para o mundo lá fora que tipo de ensinamento que recebemos. Chegou a hora e a vez de mostrar nossa cara, nossa cara de orgulho por ter sido aluno do Colégio Pedro II. Ou melhor, uma vez Pedro II, eternamente Pedro II.

Nossa formatura é um momento de orgulho em nossas vidas, um acontecimento feliz e inesquecí­vel, abrilhantado por momentos de profundo contentamento, alegrias e grandes esperanças para o futuro.

Obrigada, pais, mestres, funcionários, amigos, alunos. Não diremos adeus, e sim um “até qualquer dia “! Ou … Pedro II tudo ou nada

As alunas Amanda Alves, Andressa Spata, Carolina Reigada, Letí­cia Loss e Marian Affonso contribuí­ram para o aperfeiçoamento deste discurso.

Obrigada ( Maria Gabriela Werneck Rohe - Turma 1303 - Rio 22/12/03 )

=============Fim da Cópia===============

Espero receber em breve o cartãozinho do consultório da futura Dra. Gabriela Werneck Rohe!!!

4 comentários

Comentário de: Jessica Zarattini_1303 [Visitante]
Jessica Zarattini_1303

teacher!!
descobri seu blog.. q divertido!
esse discurso foi show, né?! soh q c/ a bagunça na hora no auditório nem deu pra eu prestar mta atenção.. lendo agora fikei emocionada.
vlw, fessor… e como a gabriela msm “desculpou-se", foi mal pela zona na sala, tá?!
bjs

13.01.2004 @ 00:00
Sérgio F. Lima

Olá Jessica!!!
Acho até que a bagunça “faz parte” do show ;-)

Abraços e não pare de estudar!!!

13.01.2004 @ 09:28
Comentário de: Jessica [Visitante]
Jessica

pode deixar, fessor.. eu nem vou me livrar da sua matéria.. kero desenho industrial.. esse ano ainda vou ter q estudar mta física pra fazer prova específica! écoul…hihihih.
bjs

16.01.2004 @ 00:13
Comentário de: Andressa [Visitante]
Andressa

Professor Sérgio !!
Quanto tempo, hein ! Hehe! Só hoje descobri seu blog, adivinhe por parte de quem? É, dele mesmo, do Pupato… Enfim, adorei ver o discurso da formatura, realmente ia pedir uma cópia dele para a Gabriela.
Acho a idéia do blog ótima ! Em breve montarei o meu! Espero que possamos sempre manter contato!
Abraços!! =D

27.01.2004 @ 14:32

Pesquisar

Eu sou Sérgio F. Lima, Prof. de Física no Ensino Médio. Este é meu blogue pessoal. Aqui vou documentar sobre tudo que gosto, descubro, vejo ou aprendo. Não é um edublogue nem meu espaço de produções profissionais (embora possa escrever sobre estes temas aqui também).

Quer saber mais? Leia meu Sobre!

meu perfil no FriendicaInstagram Meu Perfil no Google Plus
Perfil Corporativo no TwitterMeu Perfil no LinkedinCurriculum Lattes de Sérgio F. de Lima

Recent comments

Google

  Feeds XML

Quem está online?

  • Usuários convidados: 0
b2